A síndrome do “eu não tenho nada para compartilhar”

38 sec read

nada para compartilhar

Como community builder, todos os dias eu me deparo com membros que sofrem da síndrome do “não tenho nada para compartilhar”.

Novos membros tendem a ser os mais afetados. Eles chegam no grupo, mal respondem uma mensagem de boas-vindas e já se transformam em observadores silenciosos da comunidade.

Tudo porque, como pessoas novas no grupo, eles ainda não têm nada para compartilhar.

Não acredite nessa. Todo mundo tem algo a compartilhar.

Mesmo uma pergunta simples sobre como a comunidade funciona é uma contribuição valiosa para o grupo e que vai ajudar a gerar insumo para os membros que chegarem no futuro.

E ouça bem, nem os próprios membros acreditam nessa história de que não têm nada para compartilhar. Elas sabem que têm, só não consideram digno de postagem.

Mostre a eles que essa insegurança é infundada. Trate cada postagem como uma contribuição importante.

Curta, reaja, responda. Agradeça a participação, por menor que seja, e logo você verá os membros compartilhando cada dia mais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Quer mais conteúdo sobre marketing de comunidade? Inscreva-se na nossa newsletter, é grátis.

Inscreva-se agora, cancele quando quiser.